Estados Unidos realiza a maior simulação de guerra da história

Diante da tensão na península coreana, Estados Unidos realiza simulação de guerra contra a Coreia do Norte – a maior já realizada.

Há apenas alguns dias, Pyongyang lançou o seu ICBM (míssil balístico intercontinental) mais avançado e, de acordo com os especialistas do pentágono, aquele teria o potencial de atingir um alvo em qualquer lugar dos Estados Unidos. A Coréia do Norte disse que os EUA estão “implorando” por uma guerra nuclear, uma vez que estariam planejando a maior simulação de guerra já feita, juntamente com a Coréia do Sul, informou o jornal Bloomberg.

“Os EUA terão de assumir a total responsabilidade por isso”, disse o funcionário da KCNA (agência de TV norte-coreana), no sábado.

A declaração veio depois que a Yonhap News informou que aviões de combate norte-americanos, os chamados Raptors, haviam chegado na Coréia do Sul, durante o último sábado (2), para uma simulação de guerra, chamada “Vigilant Ace 18”, agendada para o dia 4 a 8 de dezembro. Os Raptors (F-22) voaram juntos aos aviões da Coreia do Sul, como uma demonstração de força. De acordo com a mídia local, cerca de 230 aeronaves e até 16 mil soldados e aviadores estão participando do treino, que seria um dos maiores já realizados .

Como parte do “Vigilant Ace”, as forças dos EUA e da Coréia do Sul estarão ensaiando uma guerra em grande escala com a Coréia do Norte, e o jornal Yonhap observou que “os aliados planejam organizar ataques simulados contra alvos nucleares e mísseis norte-coreanos”.

Apesar da retórica rotineira de Pyongyang, os comandantes dos EUA minimizaram a repercussão, afirmando que é um treinamento “regular” e não uma resposta direta à Coréia do Norte.

As estrelas da simulação serão os jatos F-35 Lightning IIs e F-22 Raptors, os mais avançados do mundo, liderando a ala dos EUA. Ambos os aviões de combate ultrapassaram qualquer coisa no arsenal da Coréia do Norte e poderiam ganhar a maior parte da guerra contra Kim por si só.

Os F-35 podem voar a uma velocidade de 1.200 mph e são capazes de transportar bombas nucleares e incineradores de bunker.

Enquanto isso, o F-22 pode atingir velocidades de até 1.500 mph e está armado com metralhadoras Vulcan e mísseis Sidewinder, os mais modernos da categoria.

Comentando o exercício histórico, o exército dos EUA disse que o “Vigilant Ace 18 reforça a parceria militar de longa data, compromisso e amizade entre as duas nações. Ele é projetado para garantir a paz e a segurança na Península da Coreia”.

O Vigilant Ace 18 veio logo após Donald Trump dizer que “cuidaria” da Coréia do Norte, em resposta ao último teste de ICBM norte-coreano.

Para mais detalhes, assista a filmagem do último teste nuclear do ditador Kim Jong-Um: