Trump diz que ação militar não seria sua primeira escolha na Coreia do Norte

 

Nesta quarta-feira (06), após um telefonema com o presidente chinês Xi Jinping, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse que uma ação militar não seria a sua primeira escolha para resolver a grave situação com a Coreia do Norte.

Veja o vídeo:

“Vamos ver o que acontece. Veremos o que acontecerá”, disse Trump, quando questionado pelos jornalistas sobre a possibilidade de uma guerra. “Certamente, essa não será a minha primeira escolha, mas veremos o que acontecerá”, continuou.

Ele também disse que seu telefonema com o presidente chinês foi “muito, muito sincero e muito forte”. “Não toleraremos o que está acontecendo na Coreia do Norte […] Eu acredito que o presidente Xi concorda cem por cento conosco”.

O telefonema ocorreu após o sexto teste nuclear da Coreia do Norte, realizado no domingo.

Apesar de tudo, o secretário de Defesa dos Estados Unidos, James Mattis, ameaçou uma ação militar contra Pyongyang.

“Qualquer ameaça aos Estados Unidos e suas bases, incluindo Guam, ou aos nossos aliados, será respondida com uma enorme força militar”, disse Mattis. “A resposta será eficaz e esmagadora”.

Sobre o teste nuclear de domingo

O teste nuclear subterrâneo, realizado no último domingo (03), produziu um terremoto de magnitude 6,3, de acordo com cientistas chineses, deixando uma enorme caverna no local, fazendo com que os cientistas temessem um possível vazamento de radiação.

Poucas horas antes do teste, Pyongyang divulgou fotografias da suposta bomba de hidrogênio (ainda mais forte do que a bomba atômica convencional), projetada para o míssil balístico intercontinental Hwasong-14 do país.

“A bomba H, cujo poder explosivo é ajustável de dez a centenas de kilotons, é uma bomba termonuclear multifuncional com um grande poder de destruição em massa, podendo ser detonada em altitudes elevadas para um ataque de PEM (Pulso Eletromagnético) com objetivos estratégicos”, divulgou a Agência Central de Notícias da Coreia (KCNA) – único canal de tv na Coreia do Norte -.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *