Santander financia exposição de apologia à pedofilia

O banco espanhol investiu quase R$ 1 milhão na exposição via Lei Rouanet.

Como é possível observar no site do Ministério da Cultura (clique aqui), no processo de concessão do benefício fiscal da Lei Rouanet, o Banco Santander usou quase 1 milhão de reais para financiar exposição “artística” que faz apologia à pedofilia.

Veja as imagens abaixo:

Ainda, durante a exposição, os youtubers RafinhaBK e Felipe Diehl foram expulsos do estabelecimento do Santander Cultural, pelos organizadores do projeto Queermuseu, ao tentarem registrar o conteúdo que fora exposto nas paredes.

 

Exposição Criminosa no Santander Cultural

DENÚNCIA: Pedofilia, zoofilia, pornografia e profanação sendo promovidos pelo Ministério da Cultura aos olhos de crianças! Avaliem o Santander Cultural com 1 estrela, compartilhem o vídeo e ajudem a denunciar esses crimes. ABSURDO!Vídeo gravado por Felipe Diehl-Direita Gaúcha e Rafinha Bk

Posted by Terça Livre on Saturday, September 9, 2017

As obras, expostas sob o pretexto de ser uma “defesa dos direitos dos homossexuais”, além de configurarem crime de apologia à pedofilia, ultrajavam a fé cristã, como é possível ver no vídeo abaixo: